23 de julho de 2024

Incursão da Polícia Federal reprime crime de abuso sexual infantojuvenil

Agentes da PF prendem, na Zona Sul de Macapá, homem com quantia considerável de conteúdo pornográfico digital.
Foto: Instagram Polícia Federal do Amapá.
Foto: Instagram Polícia Federal do Amapá.

Abjeto significa algo, ou alguém, desprezível. E foi assim que a Polícia Federal, na Operação Abjeto, prendeu, na manhã desta quarta-feira, 21, no bairro Novo Buritizal, em Macapá, um homem de 23 anos que já vinha sendo investigado pelo crime de pornografia que envolve crianças e adolescentes.

Durante as apurações anteriores à prisão, foi constatado que o individuo estava de posse de aproximadamente 170 imagens, entre fotos e vídeos digitais com teor, de fato, abjeto. A investigação prossegue também com o intuito de verificar se ele compartilhou as imagens com outras pessoas.

Além da prisão em flagrante, por armazenamento de conteúdo digital que remete ao abuso sexual infantojuvenil, a PF apreendeu alguns dispositivos eletrônicos que possivelmente contêm mídias que configuram crime, o que pode levar o investigado a 4 anos de prisão, mais multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.