15 de julho de 2024

PAPA-FAKE – por Edinho Duarte

Hoje é sábado, sábado de aleluia, penúltimo dia da Semana Santa. É o primeiro dia após o sacrifício de Jesus Cristo. O Sábado de Aleluia é o dia que antecede o Domingo de Páscoa. É um momento de grande significado religioso para o povo cristão, marcando a espera pela ressurreição de Jesus Cristo.

Uma mensagem com a foto do Papa Francisco foi compartilhada no WhatsApp e viralizou nas redes sociais esta semana com o seguinte texto: “Comam o que quiserem na Páscoa, o sacrifício não está no estômago, mas no coração. Eles abstêm-se de comer carne, mas não falam com os irmãos ou familiares, não vão visitar os pais ou pesa-lhes atendê-los. Não partilham a comida com os necessitados, proíbem os filhos de verem o pai, proíbem os avós de verem os netos, criticam a vida dos outros, espancam a mulher, etc… Um bom churrasco ou um guisado de carne não vai fazer de você uma pessoa ruim, assim como um filé de peixe não vai fazer de você santo. Melhor procurarmos ter um relacionamento mais profundo com Deus através de um tratamento melhor ao próximo. Sejamos menos soberbos e mais humildes de coração”. A mensagem é acompanhada de uma assinatura atribuindo o conteúdo ao pontífice.
Muita gente leu e até vibrou com o conteúdo, mas a mensagem é falsa!
Não há registro de que o Papa Francisco tenha dito isso. Todos os discursos do pontífice ficam disponíveis no site oficial do Vaticano. A declaração mais recente do Papa, por ocasião da Semana Santa de 2024, não tem qualquer semelhança com o conteúdo da mensagem compartilhada no WhatsApp. Na carta divulgada pelo Vaticano nessa quarta-feira (27), o pontífice se dirige aos católicos da “Terra Santa” e cita a guerra Israel-Hamas:
“Sinto-me próximo de todos vós, nos vossos variados ritos, amados fiéis católicos espalhados por todo o território da Terra Santa, mas de modo particular daqueles que, nestes momentos, estão a sofrer mais dolorosamente o drama absurdo da guerra; sinto-me próximo das crianças a quem é negado um futuro, de quantos choram e sofrem, de todos aqueles que sentem angústia e desânimo”.

A propósito do assunto eu deixo aqui para vocês cinco dicas para combater as Fake News:

Primeira dica: ao receber uma informação no seu celular, tenha calma e desconfie. As Fake News são feitas exatamente para mexer com as nossas emoções. E pense várias vezes antes de compartilhar.

Segunda dica: como isso chegou até você? Quem te encaminhou o conteúdo sabe responder como recebeu aquilo? Se a resposta for não, é provável que não seja verdadeira.

Terceira dica: quem é o autor, ele cita a fonte? Você sabe quem fez o conteúdo que você recebeu? A falta dessas informações pode indicar que a informação pode ser falsa.

Quarta dica: dá uma olhada se o que você recebeu tem data. Tática comum de desinformação é postar conteúdos antigos, sem datas, fora de contexto.

E quinta e última dica: pesquise no Google. Fazer uma busca por lá pode ser o suficiente para saber se aquela informação está correta ou não.

E lembre-se: Fake News é crime. E compartilhar Fake News também é. Cuidado para você não se transformar num Papa-Fake!

Por Edinho Duarte
Jornalista e pedagogo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.