25 de julho de 2024

Após trabalho integrado, IAPEN e Polícia Civil devolvem mais de 200 celulares recuperados

Dados foram apresentados nesta quarta-feira, 13, pelo IAPEN e Polícia Civil, que coordena as investigações.
Foto: Lucas Brito/Polícia Civil
Foto: Lucas Brito/Polícia Civil

Na última quarta-feira, 13, o Governo do Estado do Amapá, em consonância com seu planejamento estratégico voltado para a segurança pública e o combate à criminalidade, realizou a devolução de mais de 200 aparelhos celulares aos legítimos proprietários, como parte de um esforço para prestar contas à população.

Essa iniciativa foi viabilizada através da integração entre o Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) e a Polícia Civil, que conduz as investigações. O trabalho conjunto, respaldado por um Termo de Cooperação Técnica assinado no início do ano entre as duas instituições, visa otimizar a eficiência, celeridade e transparência na identificação da origem dos dispositivos móveis. Em 2023, mais de mil celulares foram retirados do sistema prisional como parte desse esforço coordenado.

Segundo Luiz Carlos Gomes, diretor do IAPEN, a devolução desses aparelhos marca o encerramento de um ciclo que começa com o trabalho da Polícia Penal na identificação de alojamentos, seguido pelo levantamento de informações e inteligência. Esse processo permite localizar os celulares e retirá-los das mãos dos criminosos dentro do IAPEN. Gomes enfatiza a importância dessa ação, destacando que um dispositivo móvel nas mãos de um criminoso é uma arma potencial, pois possibilita a comunicação, orquestração e ordenação de delitos fora do presídio, algo que não será tolerado.

Muitos dos dispositivos celulares apreendidos têm origem em furtos e roubos cometidos contra cidadãos. Após a apreensão, esses aparelhos são entregues à Polícia Civil, onde passam por processos de extração e perícia de informações. Esses dados não apenas contribuem para investigações já em curso, mas também desencadeiam a abertura de novos inquéritos policiais, orientando as próximas ações no âmbito da segurança pública.

Foto: Lucas Brito/Polícia Civil
Foto: Lucas Brito/Polícia Civil

O delegado-geral de Polícia Civil do estado, Cezar Vieira, destaca a importância desse trabalho ao oferecer aos cidadãos a oportunidade de recuperar seus bens, minimizando prejuízos. Ele ressalta que essa devolução reflete a eficiência do trabalho policial, reforçando a confiança que a população deposita na segurança pública do Amapá.

Adriano Cardoso, coordenador de Segurança do IAPEN e policial penal, realça a relevância de evidenciar para a sociedade o empenho em restituir os aparelhos aos seus legítimos proprietários. Ele enfatiza as ações constantes de revistas e as operações integradas com as polícias Civil, Militar, GTA (Grupo Tático Aéreo) e Coordenadoria de Inteligência do IAPEN como fundamentais para alcançar esses resultados. Entre os celulares recuperados, destacam-se dispositivos avaliados em até R$ 6 mil e R$ 9 mil, trazendo não apenas alívio financeiro, mas também a satisfação de recuperar um bem subtraído.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.