23 de julho de 2024

A Polícia Científica do Amapá está iniciando a transição para começar a emitir a Carteira de Identidade Nacional

O documento empregará um número exclusivo, o CPF, e terá validade em todo o território brasileiro.
Foto: Aog Rocha/GEA
Foto: Aog Rocha/GEA

A Polícia Científica do Amapá deu início, na última quinta-feira, 11, ao processo de emissão da Carteira de Identidade Nacional. Este documento utilizará exclusivamente o número do Cadastro de Pessoa Física (CPF) e terá validade em todo o território brasileiro.

Foto: Aog Rocha/GEA
Foto: Aog Rocha/GEA

O diretor-presidente da Polícia Científica, Marcos Ferreira, explicou que essa iniciativa não apenas transformará o reconhecimento do cidadão brasileiro, mas também proporcionará maior segurança no enfrentamento de fraudes, trazendo aprimoramentos para os sistemas administrativos.

“Fase final de testes do sistema está em andamento para garantir a conformidade do Amapá com as normas nacionais. Ao longo de janeiro e nos próximos meses, o Governo do Estado começará a emitir as carteiras, as quais serão válidas em todos os estados da federação”, detalhou Ferreira.

Onde posso solicitar o documento?

A nova Carteira de Identidade Nacional será emitida nas unidades da Polícia Científica, sem nenhum custo para o cidadão. No Amapá, há mais de 20 unidades de atendimento dessa instituição, incluindo 16 postos na rede Super Fácil, distribuídos por Macapá e no interior.

Adicionalmente, é possível obter o documento no Instituto de Administração Penitenciária (IAPEN) e na Defensoria Pública do Estado, ambos localizados em Macapá, além das prefeituras dos municípios de Mazagão, Cutias e Vitória do Jari.

Cada local de emissão estará equipado com um kit tecnológico que inclui leitor biométrico, coletor eletrônico de assinatura, webcam e o módulo cenário para a captura das fotos.

Foto: Aog Rocha/GEA
Foto: Aog Rocha/GEA

Inovação

A Carteira de Identidade Nacional incorpora tecnologias e elementos de segurança para garantir uma identificação segura, seguindo modelos já implementados internacionalmente.

Entre as inovações presentes no documento, destaca-se a inclusão do QR Code, que oferece uma opção de verificação fácil e confiável para as instituições de Segurança Pública e para unidades de atendimento públicas e privadas.

Antes, o cidadão poderia tirar uma carteira de identidade em cada estado, ou seja, você poderia ter 27 carteiras. Hoje, tendo exclusivamente o uso do CPF, a pessoa só consegue ter uma carteira. E esse novo documento traz vários elementos de segurança que podem ser confirmados através de QR code. É uma inovação para o país“, explicou Ferreira.

Carteira de Identidade Nacional (CIN)
Carteira de Identidade Nacional (CIN)

A nova carteira inclui uma área específica da Zona Legível por Máquina (MRZ), permitindo seu uso como documento de viagem, sujeito a acordos entre países. Além disso, o documento é digital e pode ser acessado no aplicativo GOV.BR através do QR Code.

Quanto à troca do documento, a Polícia Científica enfatiza que não é necessário realizar a substituição imediatamente, uma vez que as carteiras de identidade antigas permanecerão válidas até 2032.

Conforme informações do Ministério da Gestão e Inovação em Serviços Públicos, a substituição das carteiras de identidade será planejada pelos estados de acordo com a capacidade operacional de cada local.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.