23 de julho de 2024

Com 900 soldados, Governo do Amapá reúne o maior efetivo da história do curso de formação da PM e Bombeiros

Desde 1994, quando formou 87 militares, esta é a primeira vez que o treinamento conta com um contingente tão expressivo.
Foto: Albenir Sousa/GEA | Os alunos já são considerados soldados de segunda classe e recebem 50% dos salários referentes ao cargo durante o curso
Foto: Albenir Sousa/GEA | Os alunos já são considerados soldados de segunda classe e recebem 50% dos salários referentes ao cargo durante o curso

Para marcar a política de gestão do Governo do Amapá, que trata a segurança pública como uma das prioridades. Nesta sexta-feira, 15, a maior turma da história já reunida para os Cursos de Formação de Soldados Combatentes da Polícia Militar (PM) e do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), com 900 alunos, deu os primeiros passos na carreira, em um momento histórico para as corporações.

O governador Clécio Luís, oficializou o início do treinamento dos novos militares, em cerimônia no Estádio Zerão, em Macapá.

É com muita honra que recebemos esses alunos para os cursos de formação de soldados. São as maiores turmas da história do Amapá e contamos com a dedicação de cada um para serem as melhores. Esse é mais um momento que coroa todo o investimento realizado na segurança pública do Amapá“, destacou o governador.

Foto: Albenir Sousa/GEA
Foto: Albenir Sousa/GEA

A turma de 900 alunos-soldados, sendo 600 para Polícia Militar e 300 para o Corpo de Bombeiros, representam aproximadamente 30% do efetivo atual das corporações. Nessa etapa, todos são considerados soldados de segunda classe e recebem 50% dos salários referentes ao cargo, após a formação no curso, que tem duração de aproximadamente seis meses, os soldados ingressam na primeira classe e passam a receber os proventos integralmente.

Os cursos de formação da PM e CBM no Amapá iniciaram em 1994, formando os primeiros 87 militares para as duas corporações. Agora no ano de 2023, o maior Curso de Formação de Soldados, do Governo do Estado, vai capacitar 900 alunos-soldados para reforçar a defesa da sociedade amapaense.

O Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Alexandre Verissimo, reafirmou que este dia é histórico na segurança pública.

Aproximadamente 300 soldados do Bombeiro e 600 da Polícia iniciam uma nova fase em suas vidas. Que marca o início do compromisso com o serviço público, proteção da vida, do patrimônio e meio ambiente, que é a missão da corporação”, pontuou.

O aluno soldado dos bombeiros, Manoel Laranjeiras, lembrou a trajetória árdua que passou até chegar ao curso de formação.

Passamos por seis fases extremamente desafiantes, e com certeza teremos um curso muito difícil, mas ao final nós iremos compor essa honrosa corporação que é o Corpo de Bombeiros”, disse.

Foto: Albenir Sousa/GEA
Foto: Albenir Sousa/GEA

O comandante geral da Polícia Militar, coronel Adilton Corrêa, falou do desafio de embarcar na jornada e de fazer parte da corporação.

É uma nova fase na vida de cada um, onde eles irão servir a sociedade protegendo vidas e garantido a paz”, afirmou o comandante.

A aluna-soldado da PM, Kelrilene Lima, falou o quanto batalhou para conseguir a sonhada vaga.

Fazer parte da Polícia Militar é uma honra para poucos, por isso me sinto extremamente feliz em começar uma carreira que é muito visada e admirada pela população”, afirmou.

Novos oficiais

Durante a cerimônia ocorreu também a formatura de oficiais das duas instituições. Foram 93 oficiais e 61 praças da Polícia Militar, sendo 126 homens e 28 mulheres. Do Corpo de Bombeiros, foram 23 oficiais promovidos, sendo 20 para 2º tenente.

Andréia Freitas, promovida a segunda tenente dos Bombeiros, destacou que os desafios foram muitos em sua carreira.

É um salto muito grande na nossa carreira, principalmente por ser mulher e atuar na área da saúde na corporação, por isso, eu só tenho a agradecer”, destacou.

POLÍTICAS DE IGUALDADE DE GÊNERO

O programa EDcomunica-Show deste sábado, 16, entrevistou Ivanna Costa (@pereiracostaivana). Ela é presidente da ONG Art-trans do estado do Amapá – articulação das mulheres travestis e transexuais e homens-trans. Ela confirmou a presença de duas mulheres-trans na polícia militar do Amapá.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.