23 de julho de 2024

PF e FICCO/AP prendem 31 foragidos da Justiça do Amapá

Foto: Comunicação Social da FTSP
Foto: Comunicação Social da FTSP

As ações são frutos de um esforço coletivo entre as forças de segurança do Estado.


A Polícia Federal e a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado do Amapá (FICCO/AP) prenderam, nos últimos dois meses, um total de 31 pessoas que estavam foragidas da justiça no Estado. A média é de mais de uma prisão a cada dois dias, contando sábados, domingos e feriados.

As prisões são de indivíduos que possuíam mandados de prisão em aberto, ou seja, possuíam determinação de prisão por parte da Justiça, mas por alguma razão se encontravam foragidas.

Essas pessoas presas respondiam, em sua maioria, por crimes ligados a grave ameaça como homicídio, latrocínio, tráfico de pessoas, organização criminosa, estupro de vulneráveis, entre outros.

Dentre os presos, destaca-se um indivíduo suspeito de estar relacionado a diversos assaltos a embarcações na região de Santana.

Ele estava foragido há mais de cinco meses, com três mandados de prisão em aberto, sendo encontrado e preso pelos policiais no dia sete de setembro, na Ilha de Santana.

Em Macapá, algumas pessoas foragidas foram encontradas nos bairros Buritizal, Novo Horizonte, Marabaixo III, Cabralzinho, Infraero II, Santa Rita e Fazendinha. Outros dois foram encontrados em Mazagão, um no Oiapoque e outro em Porto Grande, no Cupixi.

Foto: Comunicação Social da FTSP
Foto: Comunicação Social da FTSP

Ainda no grupo dos 31 presos, relembramos, também, do caso de um indivíduo que estava foragido da justiça do Amapá, homiziado no Paraguai. Em ação conjunta entre a PF com a Polícia Nacional do Paraguai, o homem foi localizado e expulso daquele país, sendo preso pela Polícia Federal assim que retornou ao Brasil, em Foz do Iguaçu, no dia 22/9.

Outro caso de destaque foi o de um homem que possuía mandado de prisão preventiva em razão de ser investigado por ter abusado sexualmente da filha da própria esposa, com quem ele vivia já há alguns anos. Essa prisão aconteceu no dia 30/10.

Fazem parte da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Amapá (FICCO/AP) a Polícia Federal, PRF, PM, PC, IAPEN e SEJUSP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.