23 de julho de 2024

EDliteratura: Uma vez reacionário, sempre reacionário…

EDliteratura com Renivaldo Costa.
EDliteratura com Renivaldo Costa.
EDliteratura com Renivaldo Costa.

Na linha de “Humano demasiado humano”, de Nietzsche, trago alguns aforismos de conclusões que colecionei ao longo da vida. Com o filósofo alemão, aliás, aprendi que só pode existir amizade entre um homem e uma mulher se o homem for feio.

  1. Palavras que você precisa abolir do seu vocabulário se quiser ser levado a sério: empreendedorismo, empoderamento e a expressão “todos, todas e todes”.
  2. Se você quer mesmo que eu vá, me convida com antecedência. Não sou parteira pra ser chamado de última hora.
  3. Nunca aceite conselhos de política vindos de um religioso. Nem conselhos de religião vindos de um político.
  4. Existem 3 coisas sobre as pessoas que você nunca vai saber, mesmo que insista tentar descobrir: O que elas querem, o que elas são e o que elas vão se tornar.
  5. Sou constantemente abordado por mulheres que possuem pogonofilia e que pedem pra eu não tirar.
  6. O ápice da falácia do empreendedorismo é a uberização, a ilusão de que cada se faz por si mesmo e você é seu patrão. Na verdade, a pessoa torna-se escrava d’um patrão que só lhe empresta um algoritmo.
  7. A garota diz que é empoderada porque vai à balada, chega de manhã e não precisa se preocupar com as contas do mês. Empoderada, minha filha, é a mulher que ganha um salário-mínimo pra sustentar e educar sua prole.
  8. Quando menino, ainda imberbe e catarrento, meu pai me disse pra procurar uma profissão que me faria um homem bem-sucedido. A primeira coisa que me passou pela cabeça foi ser batedor de açaí. Era meu sonho de futuro.
  9. Baby, o lado bom da nossa idade é que fizemos coisas bem doidas antes da invenção das redes sociais. Mas não existem provas.
  10. Cuidado. Essa virose que está circulando é perigosa e te deixa fora de combate. Outro dia, minha mulher estava tão baqueada que tive de carregá-la até a cozinha pra ela conseguir fazer meu café.
  11. Sou contra esse comércio que se faz nas igrejas evangélicas, de lenço ungido, fogueira santa e sessão do descarrego. Mas sou também contra esse comércio católico de cobrar por uma missa de sétimo dia, de ter de dar contribuição compulsória pra receber a imagem da virgem de Nazaré ou de São José. O Cristianismo hoje, infelizmente, foi monetizado.
  12. Nunca se relacione com uma mulher que goste de Carnaval.
  13. Falei com um profissional de educação física e ele me disse que tenho que começar aos poucos. Ontem eu passei por trás da academia, hoje pela frente e amanhã talvez eu pergunte o preço.
  14. O único relato bíblico de Cristo chorando é quando da morte do amigo Lázaro. E o único trecho em que ele aparece irado é quando encontra o Templo cheio de vendedores. Tá na hora de expulsar eles de novo, Jesus.
  15. Quando você morre, você não sabe que está morto. Quem sabe são os outros. Acontece a mesma coisa quando você é idiota.
  16. Às vezes é melhor viver na ignorância. Quem come do fruto do conhecimento, sempre é expulso de algum paraíso.

Uma resposta

  1. A atualidade de Nietzsche, nessa aurora da sociedade pós-moderna, é a linguagem imagética, suas ideias se expressam como cenas de um filme, tanto que hoje o discurso deixa de ser literal, para ter ilustrações cênicas. Hitler queria ser o super-homem, mas o personagem fora configurado como americano por dois adolescentes judeus. Como se tornar super-homem? – é a pergunta que norteia a minha produção de conhecimento “O olhar de super-homem – a luta é de visão” que estou tentando publicar. Vc é o cara!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.