25 de julho de 2024

Capitão que matou o Tenente é condenado a 21 anos e 9 meses de prisão

O Tribunal do júri de Macapá condenou o capitão da reserva da polícia militar Joaquim Pereira da Silva - o Xamã, de 63 anos, que matou o tenente Kleber dos Santos Santana a 21 anos e nove meses de prisão em regime fechado.
Julgamento de Joaquim Pereira da Silva - Foto: Jorge Júnior
Julgamento de Joaquim Pereira da Silva - Foto: Jorge Júnior

O Tribunal do júri de Macapá condenou o capitão da reserva da polícia militar Joaquim Pereira da Silva – o Xamã, de 63 anos, que matou o tenente Kleber dos Santos Santana a 21 anos e nove meses de prisão em regime fechado.

“…..qual passará a ser fixada em definitivo em 21 anos e nove meses de reclusão de outras causas de aumento ou diminuição de Conforme dispõe o art. 36 parágrafo segundo linha pode penal fixo regime fechado…”

Julgamento de Joaquim Pereira da Silva - Foto: Jorge Júnior
Julgamento de Joaquim Pereira da Silva – Foto: Jorge Júnior

O julgamento teve início por volta das 8h30 dessa segunda-feira (23), no prédio anexo do Fórum Desembargador Leal de Mira e terminou nas primeiras horas desta terça-feira.

O ex-policial militar, autor dos quatro disparos que tiraram a vida do tenente da PM Kleber Santana, de 42 anos, no dia 24 de fevereiro de 2022, no cruzamento da Rua Odilardo Silva com a Avenida Cora de Carvalho, no Centro de Macapá, foi considerado culpado pelo Júri Popular.

O filho da vítima, de apenas 4 anos, estava dentro do veículo que foi alvo dos disparos e presenciou a morte do pai, o que foi considerado um agravante em desfavor do réu.

Por ocasião do julgamento, o Ministério Público e os advogados de assistência de acusação colocaram o trabalho do delegado Luiz Carlos Gomes Júnior sob suspeita e anunciaram providências com relação aquilo que denominaram de “relatório tendencioso” do delegado.

Após o anúncio da sentença pela juíza substituta doutora Rosália Bodnar, advogados de defesa de “Xamã” avisaram que vão recorrer da decisão.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.