23 de julho de 2024

“O princípio mais lindo que Jesus nos ensinou: o AMOR” – por Patrícia Ferraz

Nunca deixe de dizer “eu te amo”, não sabemos o dia de amanhã!
Cada Cicatriz um Testemuho – por Patrícia Ferraz
Cada Cicatriz um Testemuho – por Patrícia Ferraz

Nunca deixe de dizer “eu te amo”, não sabemos o dia de amanhã!

A palavra AMOR tem sua origem no latim “amare”, que era usado em referência ao amor materno, sendo o primeiro amor incondicional do ser humano. Seu conceito é extremamente profundo e tem como base a intimidade, paixão e compromisso. O amor é o princípio que cria e sustenta as relações humanas com dignidade e intensidade. Amor significa que eu posso ser gentil, cuidadoso, compreensivo e bondoso para com todos.

Deus demonstrou o seu amor por nós ao nos dar seu próprio Filho para morrer por nossos pecados. Jesus mostrou amor pelas pessoas abençoando e servindo os pobres, os doentes, os aflitos e aos mais necessitados. Disse a Seus discípulos:

“O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei” João 15:12.

Tenho uma frase que gosto muito e define para mim os nossos sentimentos:

“Ninguém nasce odiando outra pessoa pela cor de sua pele, por sua origem ou, ainda por sua religião. Para odiar, as pessoas precisam aprender, e se podem aprender a odiar, elas podem ser ensinadas a amar.” Nelson MANDELA

O que aprendemos e como agimos é fruto do ambiente que vivemos, das pessoas que convivemos e dos conteúdos que absorvemos, ou seja, aprendemos a amar. O amor precisa de um querer, não é algo a ser descoberto, mas sim algo a ser edificado, lenta e esforçadamente. Jesus expressa claramente “Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o AMOR” 1 Coríntios 13:13, e nos ensina a amar, nos mostrando a sua base e valor em diversas passagens pela Bíblia:

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade” 1 Coríntios 13:4

O amor quando puro e verdadeiro acelera nosso coração, atiça desejos, gera grande atração e euforia, traz calma, leveza, paz, certeza e clareza do que devemos fazer, porque o amor vem de Deus e tudo que provém de sua bondade é bom, perfeito e agradável. Muitas vezes dizemos eu te amo, para demonstrar amor, afeto e carinho por alguém especial, entretanto também devemos amar aqueles que nos feriram?

Jesus amou a todos, não só aqueles que o seguiam, ele morreu por todos. Será que neste mundo corrido e confuso perdoamos e amamos nossos desafetos? Será que estamos seguindo a Cristo em sua imagem e semelhança? Será que nossa vida não está estagnada porque ainda não liberamos perdão e não entendemos que o amor é um sentimento libertador? Quando Jesus estava na cruz ele disse:

“Pai, perdoa lhes, pois não sabem o que fazem” Lucas 23:34.

Uma boa reflexão para nossa semana…

Cada Cicatriz um Testemunho – por Patrícia Ferraz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.