23 de julho de 2024

É do Amapá, é da gente: Senador Randolfe apoia selo Amapá

Campanha que promove o conhecimento e estimula o consumo de produtos genuinamente amapaenses, é apoiado mais uma vez pelo senador Randolfe Rodrigues, em parceria com o Governo do Amapá.
Foto: Assessoria de Comunicação senador Randolfe Rodrigues.
Foto: Assessoria de Comunicação senador Randolfe Rodrigues.

A Amazônia brasileira é tão superlativa que se estima que ainda há espécies de vegetais e até de animais que ainda não foram catalogados pela Ciência. São 5.015.067,749 quilômetros quadrados que abrigam uma enorme biodiversidade onde vivem cerca de 40.000 espécies vegetais, 3.000 peixes, 1.000 aves, 450 mamíferos, 400 anfíbios, 400 répteis e quase 130.000 invertebrados.

O Amapá possui 142.815 quilômetros quadrados de extensão territorial pertencentes a esta imensidão amazônica. Há anos, é celebrado como o estado mais preservado do Brasil com 77% de cobertura florestal. O honroso título, que não deixa de ser um “selo verde”, está em consonância com a vasta biodiversidade cada vez mais em convergência sustentável através da bioeconomia que governos, pesquisadores e ambientalistas vêm aprimorando.

Uma coexistência que beneficia humanos e a própria Amazônia, preservando o tanto que gera emprego e renda, respeitando não apenas a natureza, mas idem os povos da floresta, como os indígenas, ribeirinhos e quilombolas. É com este propósito que o Governo do Amapá, em conjunto com o senador Randolfe Rodrigues (Sem partido-AP) está para anunciar, na próxima sexta-feira (06), no Palácio do Setentrião, a segunda edição da campanha “É do Amapá, é da Nossa Gente”.

A campanha recebeu R$ 300 mil, via emenda parlamentar do senador Randolfe Rodrigues, que desde jovem é um militante pela causa socioambiental. Idealizada pelo GEA, a nova edição objetiva promover e incentivar o consumo de produtos locais.

A iniciativa inclui o sorteio de vales-compras para consumidores que adquirem produtos certificados com o “Selo Amapá”, que poderão ser encontrados em mercantis, supermercados, atacadões e até em miniboxes. Serão sorteadas 300 vales-compras, cada um no valor de R$ 1 mil, entre consumidores em estabelecimentos participantes de Macapá e nos municípios de Santana, Porto Grande e Tartarugalzinho.

O objetivo é fortalecer as atividades econômicas do estado, destacando a importância de apoiar os produtores locais e valorizar os produtos genuinamente amapaenses. “Nós temos produtos de qualidade e que precisam chegar à mesa do povo”, salientou o senador Randolfe Rodrigues.

Foto: Assessoria de Comunicação senador Randolfe Rodrigues.
Foto: Assessoria de Comunicação senador Randolfe Rodrigues.

Em 2022, o senador também destinou recursos para a realização de uma feira de negócios em Macapá, onde estiveram presentes mais de 80 empresas. Em 2023, Randolfe também garantiu apoio para a realização da “Feira do Selo Amapá”, onde empresas amapaenses, no interior do Congresso Nacional, em Brasília, puderam demonstrar as cores e os sabores exóticos do Amapá.
A campanha, que é coordenada pela Agência de Desenvolvimento Econômico (Agência Amapá), em parceria com a Associação Amapaense de Supermercados (AMAPS), faz parte de uma estratégia alinhada ao plano de governo para o desenvolvimento bioeconômico do estado. O sorteio visa beneficiar tanto os consumidores, que terão a chance de ganhar prêmios, quanto os produtores locais, que terão seus produtos promovidos e valorizados.

SAIBA MAIS SOBRE O “SELO AMAPÁ”

O “Selo Amapá” certifica os produtos genuinamente amapaenses vendidos nos mais variados estabelecimentos de Macapá e no interior do estado. O senador Rodrigues tem desempenhado um papel importante na promoção do selo, enfatizando seu valor para a conservação ambiental e o desenvolvimento sustentável.

Além disso, é necessário que os produtos tenham matéria-prima de origem local e respeitem as normas de qualidade, leis ambientais e trabalhistas. O selo é gratuito e não há taxa de adesão.

O QUE É PRECISO PARA TER O “SELO AMAPÁ”

Para obter o “Selo Amapá”, que valoriza produtos fabricados no estado, portanto, atestando a sua qualidade para o consumo, as empresas devem cumprir os seguintes critérios:

  1. CNPJ: Número de Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica.
  2. Contrato Social ou Ato Constitutivo: Documentos consolidados com suas alterações.
  3. Comprovante de Inscrição Federal: Quando aplicável.
  4. Alvará da Prefeitura: Permissão para funcionamento do estabelecimento.
  5. Autodeclaração de Produção: Deve ser feita no âmbito geográfico do Amapá, indicando o local de produção.
  6. Declaração de Observância: Das normas legais pertinentes à atividade empresarial.
    BENEFÍCIOS DO “SELO AMAPÁ”
  7. Atesta a origem dos produtos, garantindo sua procedência do Amapá.
  8. Agrega valor social, econômico, ambiental e cultural aos produtos, destacando suas características únicas.
  9. Fortalece a identidade geográfica e histórica da região, promovendo o reconhecimento das tradições locais.
  10. Promove as empresas e cooperativas em nível local, nacional e internacional, abrindo novas oportunidades de mercado.
  11. Fomenta a geração de trabalho e renda nas produções industriais do estado.
  12. Amplia a criação e regulamentação formal de empresas e cooperativas produtivas.
  13. Cria uma marca reconhecida nacional e internacionalmente, especialmente benéfica para produtos oriundos da Zona Franca Verde Macapá e Santana.

PRODUTOS QUE JÁ POSSUEM O “SELO AMAPÁ”

Os produtos mais comuns com o “Selo Amapá” incluem uma variedade de itens que refletem a riqueza natural e cultural do estado. Alguns dos produtos destacados são:

  • Gastronomia: Café cremoso, bombons com recheio de cupuaçu, espaguete de palmito, biscoitos, sorvetes de frutas regionais, chocolates com recheio de castanha e cupuaçu, farofas, brigadeiro e chips de macaxeira
  • Bebidas: Café feito a partir do caroço do açaí
  • Artesanato: Bolsas artesanais com grafismo
  • Biojoias: Joias feitas com materiais naturais da região
  • Energia: Painéis de energia solar
  • Produtos agrícolas: Farinha de trigo, tapioca, feijão, palmito
  • Conservas: Palmito, camarão, peixe gurijuba, abacaxi, mandioca em conserva

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.