23 de julho de 2024

Senador Davi: “Tiramos do papel a maior obra da história da saúde pública do Amapá

Além do terreno onde funcionará o pronto-socorro, Alcolumbre articulou R$ 120 milhões para a construção do projeto, aguardado há 50 anos pelo povo amapaense.
Foto: SECOM | Senador Davi Alcolumbre
Foto: SECOM | Senador Davi Alcolumbre

Após 50 anos de espera, a maior obra da saúde pública do Amapá saiu do papel e finalmente está se tornando realidade, graças à atuação direta do senador Davi Alcolumbre (União-AP), coordenador da bancada federal. Na manhã desta segunda-feira (18), ao lado do governador Clécio Luís, o parlamentar participou do início das obras do novo Hospital de Emergências (HE) de Macapá, cujo edifício contará com cinco andares, heliponto, 212 leitos e seis centros-cirúrgicos totalmente equipados. A expectativa é de que o HE fique pronto em março de 2026. Principal articulador dos recursos para a construção da maior obra civil em andamento no estado, Davi Alcolumbre disse que esse é, sem dúvida, um de seus maiores sonhos realizados para o estado e um compromisso de campanha cada vez mais perto de ser cumprido.

Todos os processos para o início da construção do HE contaram com a participação de Davi. Partiu do senador a articulação dos R$ 120 milhões necessários para a construção do novo centro de atendimento hospitalar de Macapá. Foi Alcolumbre também que viabilizou a verba necessária para o início do projeto do HE e, ainda, conseguiu, após dezenas de reuniões e encontros políticos, a cessão, pelo governo federal, do terreno onde funcionará o novo pronto-socorro. “Essa área, que pertencia ao Exército Brasileiro, foi solicitada, durante muitos anos, por outros governantes que passaram pelo Amapá, porque é uma área nobre. São 11 m² e que, na época da doação, foi avaliada em R$ 30 milhões. Lutamos muito e, hoje, estamos realizando o sonho de 50 anos em busca de um atendimento digno ao povo do Amapá”, comemorou.

O projeto do HE começou no governo Waldez Góes, hoje ministro da Integração e Desenvolvimento Regional. Antes mesmo desse período, em Brasília (DF), Davi Alcolumbre já trabalhava pela concretização do HE na capital. Desde 2019, quando era presidente do Senado Federal, foram dezenas de reuniões e encontros políticos até que o senador conseguisse a doação, pelo Executivo federal, do terreno onde funcionará o novo hospital. Há pelo menos 20 anos o estado do Amapá tentava a cessão da área, mas não avançava nas articulações. Após Davi entrar nas negociações, foi assinado, em 2020, o contrato entre governo do Amapá e a Superintendência de Patrimônio da União (SPU), garantindo que a área, antes pertencente ao Exército brasileiro, fosse cedida para a construção do novo hospital.

Com a doação do terreno efetivada, Alcolumbre articulou a votação, no Congresso Nacional, em dezembro de 2020, de um projeto de lei, abrindo crédito de R$ 120 milhões para a construção do Hospital de Emergências – apontada pelo Ministério da Defesa como uma obra de grande relevância para o país e pelo Ministério da Saúde como Hospital de Grande Porte. “Uma coisa puxou a outra. A doação do terreno garantiu que conseguíssemos apresentar um projeto de lei com crédito de R$ 120 milhões e, hoje, na véspera do feriado de São José, estamos comemorando um sonho sonhado há décadas por muitos, muitos amapaenses”, celebrou Alcolumbre.

Durante o evento de inauguração das obras, nesta segunda-feira (18), Alcolumbre destacou a união entre governos federal e estadual e lideranças políticas do Amapá para que o HE se tornasse realidade na capital.

Lideranças políticas do nosso estado se uniram por entenderem a importância dessa obra, que é uma virada de página na história da saúde pública amapaense. É uma obra significativa, que transformará a realidade de 900 mil amapaenses”, frisou o senador Davi. “Então, hoje, não é edital, não é lançamento de pedra fundamental, é o início de um sonho aguardado há 50 anos pelo nosso estado”, acrescentou.

HE: 50 anos de espera

O novo centro hospitalar promete revolucionar o atendimento público no estado, com unidades funcionais de atendimento de urgência e emergência, incluindo trauma, ortopedia, cardiologia, tratamento de queimados, atendimento de clínica médica com internação pediátrica e adulta, serviços de apoio ao diagnóstico e terapia. O imóvel onde funcionará o pronto-socorro será edificado na área militar, onde ficava a antiga Vila Militar, atrás do Hospital de Emergências Oswaldo Cruz. Terá mais de 11 mil m² de área para expansão dos serviços prestados, incluindo central de diagnóstico por imagem, como radiologia, hemodinâmica, tomografia, ultrassonografia, ressonância, endoscopia e métodos gráficos (doppler, holter, entre outros).

Além de reconhecer a atuação do senador Davi para a realização do projeto, o governador Clécio Luís destacou a importância do HE para garantir um atendimento humanizado e de qualidade aos amapaenses. “Esse é a obra de saúde pública mais importante a ser construída no Amapá durante toda sua história. É uma virada de página completa para nossa saúde pública; a primeira grande obra depois de cinco décadas que revolucionará o atendimento na saúde do Amapá”.

Para Davi Alcolumbre, o hospital é um marco histórico não só para Macapá como para todo o estado. “Sem dúvida, essa é uma bandeira do meu mandato que eu não vou descansar até que esteja concluída. Estarei acompanhando cada passo deste novo pronto-socorro porque sei que o novo HE mudará a vida de milhares de amapaenses. Dar à população um atendimento digno de emergência e urgência é o que queremos e para isso estamos trabalhando”, frisou Alcolumbre.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.