15 de julho de 2024

Ampla operação policial revela esquema de apadrinhamento de criminosos no Amapá

Núcleo do crime realizava inscrições de detentos do Iapen para fortalecer facções e promover ações violentas no Estado.
Foto: FICCO/AP
Foto: FICCO/AP

Uma equipe de operações especiais, organizada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Amapá (Ficco/AP), cumpriu, na manhã desta sexta-feira, 19, uma das maiores incursões já vistas contra o crime organizado no estado.

Batizada de Operação Mandare, palavra em latim que significa cadastro, equipes da Polícia Federal (PF) (@pfamapa), Polícia Civil (PC) (@policiacivilamapa), Polícia Rodoviária Federal (PRF) (@prf_ap), Polícia Penal (PP) e da Polícia Militar (PM) efetuou oito mandados de busca e apreensão no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (IAPEN) e um no bairro São Lázaro, em Macapá.

Foto: FICCO/AP
Foto: FICCO/AP

Foi constatado, através de investigações detalhadas e preliminares, que surgiram no próprio Iapen, que um recrutamento de criminosos, através de cadastros, estava sendo efetivado dentro da instituição penitenciária com intuito de elevar a participação de facções do crime no tráfico de drogas e no comércio paralelo de armas de fogo.

Os indivíduos abordados pela atuação policial podem responder pelos crimes de tráfico de drogas, de armas e organização criminosa, cujas penas podem chegar a mais de 30 anos de reclusão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política de Privacidade

Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar o conteúdo. Mais detalhes na Política de Cookies em nossa Política de Privacidade.